Museu do Aljube: Exposição e conferência "Muitas vidas numa só" 3/junho/2017

03.06.2017

“Perdi um pequeno púlpito, mas ganhei todas as praças”

Exposição e conferência "Muitas vidas numa só" realizada no quadro da Homenagem Nacional a Alípio de Freitas – teve lugar no Museu do Aljube Resistência e Liberdade no passado 3 de junho.com a participação de Sofia Ferreira, Francisco Martinho, João Matias, Marcos Motysuma e Moderação de Manolo Bello. O Departamento de Museologia colaborou na montagem da exposição "Muitas vidas numa só" associando-se assim a este justo reconhecimento para quem é um exemplo de vida de luta pela Dignidade Humana. Alípio de Freitas foi durante muitos anos Professor na nossa Universidade e em 2008 proferiu a “Laudatio” na ocasião da atribuição do Doutoramento Honoris Causa em Museologia por esta Universidade a Gilberto Gil, então Ministro da Cultura do Brasil.

Esta iniciativa é organizada pela Associação José Afonso e inclui ainda um concerto no dia 17 de Junho ás 21:30 no Fórum Lisboa Av de Roma, 14 com a participação de: Orquestra de Foles, Luanda Cozzeti, Gustavo Roriz, Nilson Dourado, Selma Uamusse, Vitorino, Janita Salomé, Filipe raposo, Grupo de Cante Coral Alentejano de Alvito, Coletivo AJA, Chullage, Ariel Rodriguez, Mauro Clacattini, Uxia e João Gentil com apresentação de Sandra Celas

Ficha técnica

Coordenação de Ana Sofia Ferreira e João Madeira
Design Gráfico de Helena Fonseca
Fotografias de: António Pedro Santos, Alfredo Cunha, Xico da emilinha, Anália Gomes, Luanda Cozetti, João Grazina, outros não identificados.
Um agradecimento particular a Guadalupe Portelinha; a Mário Moutinho e Judite Primo, do Dep. de Museologia da Universidade Lusófona; a Maria Paula Araújo, professora e Bárbara Fuentes, estudante de graduação da Universidade Federal do Rio de Janeiro; a Francisco Martinho, professor e Gustavo Zilli, estudante de graduação da Universidade, de S. Paulo; a Camilo Mortágua, a Arlinda Mártires, a Ana Cristina Câmara, à Casa do Brasil de Lisboa e ao Sindicato dos Jornalistas.
Para a elaboração desta exposição foram ainda fundamentais o conjunto de artigos:
“Uma vida que dava um livro”, de Ana Cristina Câmara, publicados no semanário Sol, em 2010; Alípio de Freitas em nome do Homem, de José Carlos Vasconcelos e Vânia Silva, Visão 3 de Abril de 2014, “Alípio de Freitas, Palavras de amigos”, organização de Reinaldo Ribeiro e Guadalupe Magalhães Portelinha, Edições Pangeia, 2017 e “Resistir é Preciso”, de Alípio de Freitas, Âncora, 2017.

 

Fotos de Anália Gomes e de M Céu Plancha da Silva

Galeria